Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/12/20 às 18h13 - Atualizado em 28/12/20 às 17h39

Motociclistas transitam em viadutos interditados

 

Prática é muito arriscada e compromete a segurança dos próprios condutores

 

Zélia Ferreira

 

(Brasília – 2/12/2020) – Na noite desta terça-feira (1º), das 19h30 às 20h30, o Departamento de Trânsito do Distrito Federal realizou operação para coibir o trânsito de motocicletas nos viadutos interditados, das tesourinhas da Asa Norte, que estão em obras.

 

Na ação, que durou apenas uma hora, oito condutores foram autuados por transpor o bloqueio em viaduto. Além de colocar a própria segurança em risco, os motociclistas foram flagrados cometendo outras irregularidades de trânsito, como conduzir veículo com escapamento alterado (4), falta de licenciamento (3) e outras infrações diversas (7). Os agentes ainda recolheram três motocicletas ao depósito.

 

“É preciso lembrar que, se há um isolamento viário, há risco de acidentes. É muito perigoso transitar em local com obras, pois além de colocar a própria vida em risco, pode-se ainda prejudicar a estrutura do viaduto e do asfalto recém-colocado”, destaca o diretor de Policiamento e Fiscalização de Trânsito, Lúcio Lahm.

 

A ação, realizada pela Coordenação de Trânsito da Região Metropolitana, foi uma edição especial da Operação Delivery, que tem como objetivo coibir o trânsito de motociclistas na calçada. O trânsito em calçadas e em áreas interditadas é uma prática que visa ganhar tempo nas entregas, mas é muito perigosa do ponto de vista da segurança do trânsito.

 

Infração

Transpor bloqueio viário, com ou sem sinalização, é infração grave, prevista no artigo 209 do Código de Trânsito Brasileiro. O condutor flagrado cometendo esta irregularidade recebe multa de R$ 195,23 e 5 pontos na Carteira Nacional de Habilitação.

Departamento de Trânsito do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

DETRAN

SAM Lote A Bloco B - Edifício Sede do Detran/DF CEP 70.620-000 Central de Atendimento ao Cidadão: 154 (para quem está no DF) ou (61) 3120-9800 (para quem está fora do DF)