gototop
DETRAN-DF
FacebookTwitter

Veículos - Informações

 

CONCEITO

Alteração de característica original de fábrica do veículo na Base de registro do DETRAN-DF e na Base de Índice Nacional (BIN).

 

QUEM PODE SOLICITAR:

Proprietário ou seu representante legal. Clique aqui para ver sobre identificação

 

ONDE SOLICITAR:

  • Detran Brazlândia
  • Detran Gama
  • Detran Paranoá
  • Detran Planaltina
  • Detran Recanto das Emas
  • Detran Shopping Popular
  • Detran Sobradinho
  • Detran Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • A alteração de característica, nestes casos, tem início em setores diferentes do DETRAN-DF. Para motofrete e escolar, iniciar o processo no Núcleo de Operações Técnicas (NUOTE) e para autoescola, no Núcleo de Credenciamento de Habilitação (NUCREH).
  • Estes serviços são precedidos de vistoria veicular, que deverá ser agendada pela internet, no site do DETRAN-DF.
  • Todos os débitos (vencidos ou a vencer) relativos ao veículo devem estar quitados (art. 124, inciso VIII e art. 128 do CTB). Dispensada a cobrança de multas em notificação de autuação (NA).
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • Autorização do NUOTE quando ESCOLAR e MOTOFRETE;
  • Autorização do NUCREH quando AUTOESCOLA;
  • CRV válido, íntegro, em branco, sem emendas, ressalvas ou rasuras;
  • Vistoria dentro do prazo de validade;
  • Certificado de Segurança Veicular (CSV) para Autoescola e Escolar quando houver alteração na capacidade de passageiro;
  • Originais e cópias do documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação), do CPF e dos documentos que comprovem a representação legal (ex.: procuração, contrato social), se for o caso.

 

DÚVIDAS FREQUENTES

 

Quais as características do veículo que eu posso alterar?

Cor (incluindo envelopamento), combustível, potência/capacidade ou cilindrada do motor, carroceria, remarcação de chassi, suspensão, dentre outras.

 

Posso alterar a característica antes de ir ao DETRAN-DF?

Não. Este serviço é precedido de autorização. Procure o Núcleo de Vistoria nas unidades do DETRAN-DF para se informar a respeito.

CONCEITO

Alteração da característica do veículo em seu registro no DETRAN-DF, passando a se enquadrar como veículo de coleção e mantendo a categoria particular. A placa instalada será na cor preta com caracteres na cor cinza.

 

QUEM PODE SOLICITAR:

Proprietário ou seu representante legal. Clique aqui para ver sobre identificação.

 

ONDE SOLICITAR:

  • Detran Brazlândia
  • Detran Gama
  • Detran Paranoá
  • Detran Planaltina
  • Detran Recanto das Emas
  • Detran Shopping Popular
  • Detran Sobradinho
  • Detran Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • Todos os débitos (vencidos ou a vencer) relativos ao veículo devem estar quitados (art. 124, inciso VIII e art. 128 do CTB). Dispensada a cobrança de multas em notificação de autuação (NA).
  • Este serviço é precedido de vistoria veicular, que deverá ser agendada pela internet no site do DETRAN-DF.
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • Certificado de Originalidade expedido por órgão competente (Museu do Automóvel, Automóvel Clube do Brasil, etc.);
  • CRV válido, íntegro, em branco, sem emendas, ressalvas ou rasuras;
  • Vistoria dentro do prazo de validade;
  • Originais e cópias do documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação), do CPF e dos documentos que comprovem a representação legal (ex.: procuração, contrato social), se for o caso.

 

DÚVIDAS FREQUENTES

 

Quais as características do veículo que eu posso alterar?

Cor (incluindo envelopamento), combustível, potência/capacidade ou cilindrada do motor, carroceria, remarcação de chassi, suspensão, dentre outras.

 

Posso alterar a característica antes de ir ao DETRAN-DF?

Não. Este serviço é precedido de autorização. Procure o Núcleo de Vistoria nas unidades do DETRAN-DF para se informar a respeito.

CONCEITO

Alteração da característica original de fábrica do veículo na Base de registro do DETRAN-DF e na Base Índice Nacional (BIN), precedida de autorização da autoridade de trânsito (DETRAN-DF).

 

QUEM PODE SOLICITAR:

Proprietário ou seu representante legal. Clique aqui para ver sobre identificação.

 

ONDE SOLICITAR:

  • Detran Brazlândia
  • Detran Gama
  • Detran Paranoá
  • Detran Planaltina
  • Detran Recanto das Emas
  • Detran Shopping Popular
  • Detran Sobradinho
  • Detran Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • A alteração de qualquer característica original do veículo, como cor, envelopamento, modificação da suspensão, entre outras, deverá ser precedida de autorização do DETRAN-DF e poderá ser solicitada, mediante apresentação do veículo, no atendimento de vistoria que ofereça o serviço. (art. 98 CTB);
  • Após autorização para a alteração de característica, a vistoria deverá ser agendada pelo site do DETRAN-DF;
  • As modificações que resultarem em emissão de Certificado de Segurança Veicular (CSV) deverão ser precedidas de inspeção agendada, presencialmente, no Núcleo de Inspeção Veicular (NUINSP);
  • Todos os débitos (vencidos ou a vencer) relativos ao veículo devem estar quitados (art. 124, inciso VIII e art. 128 do CTB). Dispensada a cobrança de multas em notificação de autuação (NA).
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • Autorização prévia conforme art. 98 do CTB.
  • Vistoria dentro do prazo de validade.
  • Nota fiscal do serviço executado e da mão de obra empregada.
  • CRV válido, íntegro, em branco, sem emendas, ressalvas ou rasuras.
  • Originais e cópias do documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação), do CPF e dos documentos que comprovem a representação legal (ex.: procuração, contrato social), se for o caso.

 

DÚVIDAS FREQUENTES

 

Quais as características do veículo que eu posso alterar?

Cor (incluindo envelopamento), combustível, potência/capacidade ou cilindrada do motor, carroceria, remarcação de chassi, suspensão, dentre outras.

 

Posso alterar a característica antes de ir ao DETRAN-DF?

Não. Este serviço é precedido de autorização. Procure o Núcleo de Vistoria nas unidades do DETRAN-DF para se informar a respeito.

CONCEITO

Alteração da categoria do veículo, de particular para aprendizagem ou de aprendizagem para particular, para uso em autoescolas credenciadas pelo DETRAN-DF.

O serviço de alteração de categoria para aprendizagem é um serviço que combina a alteração de categoria e de característica, com exceção de moto, que poderá ter somente a categoria alterada. Para os demais veículos, é necessária a instalação do duplo comando de freio, inspeção veicular e Certificado de Segurança Veicular (CSV), exceto para veículo duas rodas. A inspeção será agendada, presencialmente, no Núcleo de Inspeção Veicular (NUINSP). Neste caso, seguir as orientações da Alteração de características – Motofrete/Escolar/Autoescola.

 

ONDE SOLICITAR:

  • Detran Brazlândia
  • Detran Gama
  • Detran Paranoá
  • Detran Planaltina
  • Detran Recanto das Emas
  • Detran Shopping Popular
  • Detran Sobradinho
  • Detran Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • Este processo se inicia no Núcleo de Credenciamento de Habilitação(NUCREH) com expedição da autorização para inclusão e/ou retirada do veículo da frota.
  • Após regularização com o setor, e de posse de toda a documentação exigida, dirigir-se a um dos postos de atendimento do DETRAN-DF para finalizar o processo.
  • Todos os débitos (vencidos ou a vencer) relativos ao veículo devem estar quitados (art. 124, inciso VIII e art. 128 do CTB). Dispensada a cobrança de multas em notificação de autuação (NA).
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA MOTO

  • Ofício do NUCREH;
  • CRV válido, íntegro, em branco, sem emendas, ressalvas ou rasuras;
  • Originais e cópias do documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação), do CPF e dos documentos que comprovem a representação legal (ex.: procuração, contrato social), se for o caso.

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA OUTROS TIPOS DE VEÍCULOS

  • Seguir orientações da Alteração de Característica – Motofrete/Escolar/Autoescola.

 

CONCEITO

Alteração da categoria do veículo de particular para aluguel por meio de autorização do Núcleo de Operações Técnicas (NUOTE) do DETRAN-DF para realizar transporte escolar.

 

QUEM PODE SOLICITAR:

Proprietário ou seu representante legal. Clique aqui para ver sobre identificação

 

ONDE SOLICITAR:

No NUOTE. Solicitar a autorização para regularizar veículo credenciado e cumprir as exigências solicitadas pelo NUOTE (CTB, Capítulo XIII).

Cumpridas as exigências e devidamente autorizado, procurar um dos seguintes atendimentos:

  • Detran Brazlândia
  • Detran Gama
  • Detran Paranoá
  • Detran Planaltina
  • Detran Recanto das Emas
  • Detran Shopping Popular
  • Detran Sobradinho
  • Detran Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • Todos os débitos (vencidos ou a vencer) relativos ao veículo devem estar quitados (art. 124, inciso VIII e art. 128 do CTB). Dispensada a cobrança de multas em notificação de autuação (NA).
  • Em caso de transferência de propriedade, realizar vistoria antes de procurar o NUOTE.
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • Autorização do NUOTE.
  • CRV válido, íntegro, em branco, sem emendas, ressalvas ou rasuras.
  • Originais e cópias do documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação), do CPF e dos documentos que comprovem a representação legal (ex.: procuração, contrato social), se for o caso.

CONCEITO

Fretamento contínuo é o serviço prestado pelas empresas detentoras de Certificado de Registro para Fretamento - CRF, mediante contrato entre a transportadora e o cliente. Possui quantidade estabelecida de viagens e se destina exclusivamente a:

  1. Pessoas jurídicas, para o transporte de seus empregados;
  2. Instituições de ensino ou agremiações estudantis, legalmente constituídas, para o transporte de seus alunos, professores ou associados;
  3. Entidades do poder público.

 

QUEM PODE SOLICITAR:

Proprietário ou seu representante legal. Clique aqui para ver sobre identificação

 

ONDE SOLICITAR:

  • Detran Brazlândia
  • Detran Gama
  • Detran Paranoá
  • Detran Planaltina
  • Detran Recanto das Emas
  • Detran Shopping Popular
  • Detran Sobradinho
  • Detran Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • Todos os débitos (vencidos ou a vencer) relativos ao veículo devem estar quitados (art. 124, inciso VIII e art. 128 do CTB). Dispensada a cobrança de multas em notificação de autuação (NA).
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • Certificado de Registro de Fretamento (CRF) – emitido pela ANTT;
  • CRV válido, íntegro, em branco, sem emendas, ressalvas ou rasuras;
  • Originais e cópias do documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação), do CPF e dos documentos que comprovem a representação legal (ex.: procuração, contrato social), se for o caso.

CONCEITO

Procedimento de alteração da categoria do veículo de particular para aluguel por meio de permissão do DFTRANS para funcionamento como táxi.

 

QUEM PODE SOLICITAR:

Proprietário ou seu representante legal. Clique aqui para ver sobre identificação

 

ONDE SOLICITAR:

  • Detran Brazlândia
  • Detran Gama
  • Detran Paranoá
  • Detran Planaltina
  • Detran Recanto das Emas
  • Detran Shopping Popular
  • Detran Sobradinho
  • Detran Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • É obrigatório comprovar a alteração da categoria do veículo anterior para particular (em caso de substituição do veículo dentro da mesma permissão) a fim de assegurar que apenas 01 (um) veículo esteja registrado na categoria aluguel naquela permissão. Para tanto, o CRV do veículo anterior deve ser apresentado já na categoria particular.
  • Todos os débitos (vencidos ou a vencer) relativos ao veículo devem estar quitados (art. 124, inciso VIII e art. 128 do CTB). Dispensada a cobrança de multas em notificação de autuação (NA).
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • Ofício do DFTRANS dentro do prazo de validade.
  • CRV válido, íntegro, em branco, sem emendas, ressalvas ou rasuras.
  • Cópia do CRV do veículo substituído na permissão já constando o registro na categoria particular, quando for o caso.
  • Originais e cópias do documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação), do CPF e dos documentos que comprovem a representação legal (ex.: procuração, contrato social), se for o caso.

CONCEITO

Alteração da categoria do veículo, de particular para aluguel, para realizar transporte de carga por meio de autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres - ANTT.

 

QUEM PODE SOLICITAR:

Proprietário ou seu representante legal. Clique aqui para ver sobre identificação

 

ONDE SOLICITAR:

  • Detran Brazlândia
  • Detran Gama
  • Detran Paranoá
  • Detran Planaltina
  • Detran Recanto das Emas
  • Detran Shopping Popular
  • Detran Sobradinho
  • Detran Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • Autorização da ANTT.
  • Todos os débitos (vencidos ou a vencer) relativos ao veículo devem estar quitados (art. 124, inciso VIII e art. 128 do CTB). Dispensada a cobrança de multas em notificação de autuação (NA).
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • Registro Nacional dos Transportadores Rodoviários de Carga (RNTRC) - ANTT, sempre que a mudança for para aluguel. Quando for para particular, não é necessário;
  • CRV válido, íntegro, em branco, sem emendas, ressalvas ou rasuras;
  • Originais e cópias do documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação), do CPF e dos documentos que comprovem a representação legal (ex.: procuração, contrato social), se for o caso.

CONCEITO

Alteração da categoria do veículo, de particular para aluguel, para fretamento de funcionários ou de turismo, mediante autorização da Secretaria de Estado de Turismo e da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), para os casos de fretamento.

 

QUEM PODE SOLICITAR:

Proprietário ou seu representante legal. Clique aqui para ver sobre identificação

 

ONDE SOLICITAR:

  • Detran Brazlândia
  • Detran Gama
  • Detran Paranoá
  • Detran Planaltina
  • Detran Recanto das Emas
  • Detran Shopping Popular
  • Detran Sobradinho
  • Detran Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • Todos os débitos (vencidos ou a vencer) relativos ao veículo devem estar quitados (art. 124, inciso VIII e art. 128 do CTB). Dispensada a cobrança de multas em notificação de autuação (NA).
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • Autorização da Secretaria de Turismo, quando se tratar de veículo usado para turismo (somente quando a alteração for para aluguel; quando for para particular não é necessário).
  • Certificado de Registro de Fretamento (CRF - ANTT) para ambos os casos: turismo e fretamento (sempre que a mudança for para aluguel; quando for para particular, não precisa).
  • CRV válido, íntegro, em branco, sem emendas, ressalvas ou rasuras.
  • Originais e cópias do documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação), do CPF e dos documentos que comprovem a representação legal (ex.: procuração, contrato social), se for o caso.

CONCEITO

A baixa definitiva ocorre quando o veículo sai de circulação por ser irrecuperável após um acidente, sinistrado com laudo de perda total, vendido ou leiloado como sucata ou completamente desmontado.

 

QUEM PODE SOLICITAR:

Proprietário, representante legal ou comprador munido de CRV. Clique aqui para ver sobre identificação

 

ONDE SOLICITAR:

  • Detran Brazlândia
  • Detran Gama
  • Detran Paranoá
  • Detran Planaltina
  • Detran Recanto das Emas
  • Detran Shopping Popular
  • Detran Sobradinho
  • Detran Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • Quem solicita este serviço é o proprietário ou seu representante legal. Em caso de procuração, o documento deverá conter o poder específico de proceder com a baixa definitiva do veículo.
  • Todos os débitos do veículo devem estar quitados.
  • O proprietário deverá consultar a Secretaria de Fazenda do DF para verificar possíveis débitos no órgão. Não é possível realizar a baixa do veículo com débito de IPVA.
  • No caso de perda total por acidente, os débitos não serão aplicados, conforme Lei Distrital 2.492/99. Para isso, é necessário apresentar registro de ocorrência policial (Boletim de Ocorrência – B.O.) da época do fato que lhe deu causa. A remissão abrangerá o período entre a data do B.O. e a solicitação da baixa definitiva no DETRAN-DF.
  • Para a baixa voluntária decorrente de sucateamento e/ou desmanche os débitos vencidos deverão ser quitados.
  • Este serviço é precedido de recolhimento dos sinais identificadores do veículo (parte do chassi que contém o registro VIN – numeração – e suas placas) pelo serviço de vistoria.
  • Procurar os órgãos autuadores (DER, Polícia Rodoviária Federal, prefeituras, dentre outros) em caso de notificação de autuação para resolver a pendência e, se necessário, solicitar o adiantamento da multa.
  • No caso de veículos sinistrados segurados, a responsabilidade pela efetivação da baixa é da seguradora, nos termos da Resolução nº 544/2015 - CONTRAN.
  • O responsável deverá informar ao agente financeiro sobre a baixa definitiva do veículo quando este for financiado.
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • Entrega do recorte do chassi e das placas no setor de vistoria;
  • Formulário de requerimento de baixa;
  • Duas vias da certidão de baixa de veículo;
  • Certificado de Registro de Veículo (CRV). Se não existir mais, formalizar declaração de extravio;
  • Originais e cópias do documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação), do CPF e dos documentos que comprovem a representação legal (ex.: procuração, contrato social), se for o caso.

 

DÚVIDAS FREQUENTES

 

Meu veículo sofreu perda total, porém, eu ainda não o havia transferido. Posso dar baixa?

Sim, desde que seja apresentado CRV válido, preenchido, com as firmas devidamente reconhecidas e com toda a documentação exigida para a realização da baixa.

 

Não fiz a transferência e não tenho mais o CRV preenchido em meu nome. Ainda assim posso fazer a baixa definitiva do meu veículo?

Se houver comunicado de venda registrado no sistema em seu nome, sim. Não havendo comunicado, não será possível realizar o serviço sem o CRV preenchido. Procurar o proprietário anterior para as devidas providências.

Vendi um veículo para outra pessoa que não efetuou a transferência. Porém, não sei o paradeiro desse bem. Posso dar baixa definitiva nesse veículo?

Não é possível fazer a baixa de registro de veículo sem o recorte do chassi e sem as placas.

CONCEITO

Registro/exclusão do contrato de comodato de aluguel ou arrendamento não vinculado ao financiamento do veículo. (Resolução 339/2010 – CONTRAN)

Comodato é um contrato bilateral pelo qual alguém (comodante) entrega a outrem (comodatário) veículo insubstituível, para ser usado temporariamente e depois restituído.

 

QUEM PODE SOLICITAR:

Proprietário ou seu representante legal. Clique aqui para ver sobre identificação

 

ONDE SOLICITAR:

  • Detran Brazlândia
  • Detran Gama
  • Detran Paranoá
  • Detran Planaltina
  • Detran Recanto das Emas
  • Detran Shopping Popular
  • Detran Sobradinho
  • Detran Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • O veículo deverá estar registrado em nome do proprietário para que seja realizada a anotação do comodato.
  • Quem solicita este serviço é o proprietário do veículo ou seu representante legal e não o comodatário (arrendatário).
  • O veículo não poderá ser vendido sem que seja feita a anotação do distrato (exclusão do comodato com emissão de novo CRV na categoria anterior).
  • O contrato deverá vir com as firmas de ambas as partes reconhecidas, obrigatoriamente, por autenticidade.
  • Todos os débitos (vencidos ou a vencer) relativos ao veículo devem estar quitados (art. 124, inciso VIII e art. 128 do CTB). Dispensada a cobrança de multas em notificação de autuação (NA).
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • Cópia e original do contrato de comodato.
  • Autorização do poder concedente (ex.: ANTT, NUOTE).
  • CRV válido, íntegro, em branco, sem emendas, ressalvas ou rasuras. (Após a confirmação do pagamento das taxas devidas, serão emitidos novos CRV e CRLV constando a nova categoria).
  • Originais e cópias do documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação), do CPF e dos documentos que comprovem a representação legal (ex.: procuração, contrato social), se for o caso.

 

DÚVIDAS FREQUENTES

 

Por que o arrendatário não pode realizar o serviço sozinho?

Porque será emitido novo CRV, que só será entregue ao proprietário.

 

O arrendatário precisa estar junto para solicitar o serviço?

Não. Basta o proprietário.

 

Preciso agendar vistoria?

Não. Este serviço não é precedido de vistoria.

 

O contrato de Comodato ou Arrendamento deve ser registrado em cartório?

Não. Basta que o reconhecimento de firma, de ambas as partes, seja feito por autenticidade.

CONCEITO

O vendedor tem a obrigação legal de comunicar a venda do veículo ao DETRAN-DF no prazo máximo de 30 dias (a contar do reconhecimento da primeira firma independente se for o vendedor ou comprador), sob pena de responsabilidade solidária pelas penalidades impostas e suas reincidências até a data da comunicação.

QUEM PODE SOLICITAR:

Qualquer pessoa poderá solicitar o serviço. Clique aqui para ver sobre identificação

 

ONDE SOLICITAR:

    • Detran Brazlândia
    • Detran Gama
    • Detran Paranoá
    • Detran Planaltina
    • Detran Recanto das Emas
    • Detran Shopping Popular
    • Detran Sobradinho
    • Detran Taguatinga
    • Na Hora - Ceilândia
    • Na Hora - Gama
    • Na Hora - Riacho Fundo I
    • Na Hora - Rodoviária
    • Na Hora - Sobradinho
    • Na Hora - Taguatinga

  • Via postal, por carta registrada.

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • Não pode haver financiamento ativo em nome do vendedor ou de terceiros, somente em nome do comprador.
  • O comunicado de venda não será efetivado se for identificada rasura, emenda, ressalva ou outro vício que impeça o comprador de realizar a transferência com o CRV original.
  • A alteração da responsabilidade pelo pagamento do IPVA do vendedor para o comprador ocorrerá para os exercícios posteriores à data da comunicação da venda, conforme OS 38/2012 da Secretaria de Estado de Fazenda do DF (SEF-DF).
  • O comunicado não transfere a propriedade, apenas identifica o novo responsável pelo veículo. Os débitos serão enviados para o comprador, mas o documento continuará sendo enviado para o endereço do proprietário até que seja feita a transferência de propriedade.
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • Cópia autenticada (frente e verso) do CRV devidamente preenchido, datado, assinado por ambas as partes (comprador e vendedor) e com as firmas reconhecidas por autenticidade;

 

DÚVIDAS FREQUENTES

 

É necessário abonar (reconhecer o sinal público de tabelião de outra UF) na cópia do CRV?

Não. Neste caso o abono é dispensado.

 

É necessário trazer a procuração ou outros documentos anexos que fizeram parte do processo do reconhecimento de firma?

Não. Basta apresentar a cópia do CRV autenticada pelo cartório. O restante da documentação será apresentada pelo comprador no ato da transferência.

 

Preciso levar o comunicado à Secretaria de Fazenda?

Não. A comunicação entre os órgãos é automática.

 

Preciso pagar os débitos para comunicar?

Não. Porém, os débitos anteriores à comunicação continuarão em nome do vendedor e poderão ser lançados em dívida ativa se não houver pagamento.

 

Fiz o comunicado de venda e o IPVA ainda veio no meu nome. Por quê?

A alteração da responsabilidade pelo pagamento do IPVA do vendedor para o comprador ocorrerá para os exercícios posteriores à data da comunicação da venda.

 

Demorei a comunicar a venda ao DETRAN-DF. Com o comunicado, os débitos anteriores serão transferidos para o nome do comprador?

Não. Os débitos param de ser lançados em nome do vendedor a partir da data da comunicação da venda.

CONCEITO

É o cancelamento da restrição do comunicado de venda, imputando novamente ao proprietário (vendedor) todas as responsabilidades sobre o veículo.

QUEM PODE SOLICITAR:

Proprietário ou seu representante legal. Em caso de procuração, deverá constar no instrumento o poder específico para cancelar o comunicado de venda. Clique aqui para ver sobre identificação

 

ONDE SOLICITAR:

  • Detran Brazlândia
  • Detran Gama
  • Detran Paranoá
  • Detran Planaltina
  • Detran Recanto das Emas
  • Detran Shopping Popular
  • Detran Sobradinho
  • Detran Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • O proprietário deverá ter ciência de que, ao retirar o comunicado de venda, ele voltará a ser o responsável pelo veículo, respondendo administrativa, civil, penal e financeiramente, assumindo toda e qualquer responsabilidade a partir do momento em que retirar o bloqueio.
  • Se o comunicado for feito em nome de terceiro (em caso de leasing), será necessário apresentar autorização do agente financeiro (proprietário do veículo) juntamente com procuração que conste quem assinou pela instituição, autorizando a realização do serviço. É obrigatória a apresentação do Certificado de Registro de Veículo (CRV) em branco.
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • Em caso de leasing com comunicado feito para terceiro, será necessária a autorização do agente financeiro mais a procuração do Banco atestando que a pessoa que assinou a autorização tem poderes para tal.
  • Originais e cópias do documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação), do CPF e dos documentos que comprovem a representação legal (ex.: procuração, contrato social), se for o caso.

 

DÚVIDAS FREQUENTES

 

Preciso cancelar o comunicado para tirar uma 2ª via do CRV quando vencido?

Uma vez efetuado o comunicado de venda, toda a responsabilidade pelo veículo passa a ser do comprador. Se o CRV ultrapassou o limite de 30 dias para transferir sem multa, ele continua válido para a transferência. Porém, o comprador será autuado conforme art. 233 CTB.

 

Para retirar a 2ª via do CRV é necessário cancelar o comunicado de venda?

Sim. Depois de efetivado o comunicado de venda, fica bloqueada a emissão de novos documentos (CRV/CRLV).

CONCEITO

O Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) é o documento de porte obrigatório para a circulação do veículo.

 

QUEM PODE SOLICITAR:

Proprietário ou seu representante legal. Clique aqui para ver sobre identificação

 

ONDE SOLICITAR:

  • O DETRAN-DF remeterá o CRLV, via Correios, após o pagamento do IPVA, da taxa de licenciamento e do seguro obrigatório para o endereço que constar no cadastro do veículo. Não poderão existir débitos vencidos (incluindo multas e/ou taxas de serviço e encargos em geral).
  • Se o CRLV não for entregue pelos Correios depois de 30 (trinta) dias da quitação de todos os débitos referentes ao licenciamento, o proprietário deverá verificar no site se não há débitos vencidos. Caso não haja, deverá entrar em contato pelo telefone 154 ou se dirigir a um dos postos de atendimento abaixo.
  • O proprietário também poderá solicitar a emissão diretamente em um dos seguintes atendimentos:
    • Detran Brazlândia
    • Detran Gama
    • Detran Paranoá
    • Detran Planaltina
    • Detran Recanto das Emas
    • Detran Shopping Popular
    • Detran Sobradinho
    • Detran Taguatinga
    • Na Hora - Ceilândia
    • Na Hora - Gama
    • Na Hora - Riacho Fundo I
    • Na Hora - Rodoviária
    • Na Hora - Sobradinho
    • Na Hora - Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • Todos os débitos devem estar quitados no sistema, não sendo necessária a apresentação de comprovantes de pagamento. Consulte aqui.
  • Segundo o artigo 241 do Código Brasileiro de Trânsito (CTB), deixar de atualizar os dados cadastrais do veículo ou da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) é infração. Se o endereço estiver desatualizado e o CRLV não for localizado, o usuário deverá procurar o posto de atendimento do DETRAN-DF mais próximo à residência anterior.
  • Veículos que possuem Certificado de Segurança Veicular (CSV) decorrente da instalação de GNV (Gás Natural Veicular) deverão apresentar o certificado dentro da validade. O CSV deve ser renovado a cada 12 meses. O interessado deve alinhar a data de validade com a data máxima prevista para o Licenciamento Anual, de acordo com a Resolução nº 110 - CONTRAN.
  • Veículos que possuem vinculação de registro na ANTT deverão apresentar o certificado dentro da validade.
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • PROPRIETÁRIO: Documento oficial de identificação pessoal (original, atualizado e em bom estado de conservação) e CPF. Não há necessidade de cópias.
  • REPRESENTANTE LEGAL: Originais e cópias do documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação), do CPF e dos documentos (ex.: procuração, contrato social) que comprovem a representação legal.

 

DÚVIDAS FREQUENTES

 

Não recebi meu documento. Por quê?

Pode haver débitos vencidos ou endereço desatualizado. Consulte os dados financeiros e cadastrais de seu veículo aqui ou entre em contato no telefone 154 e verifique se existem pendências.

 

Posso ter mais de um CRLV válido?

Sim. Para a emissão de novas vias, o proprietário deverá solicitar o serviço em uma das unidades do DETRAN-DF ou do NA HORA que ofereçam o serviço e pagar a taxa devida. Após a quitação da taxa no sistema, o documento poderá ser emitido nas unidades do DETRAN-DF ou do NA HORA que ofereçam o serviço.

 

Qual é o prazo legal para licenciar meu veículo?

Os débitos de IPVA, licenciamento e seguro obrigatório vencem até o final de junho de cada ano. Todos os veículos devem estar licenciados até 30/09 e a fiscalização do licenciamento tem início em 1º de outubro, conforme Resolução nº 110/2000 do CONTRAN. Evite filas e transtornos licenciando o veículo dentro do prazo estabelecido.

 

Qualquer pessoa pode retirar o CRLV do meu veículo no DETRAN-DF?

Não. Somente o proprietário ou o representante legal. Veja sobre identificação.

 

É correto chamar de IPVA o licenciamento anual do meu veículo?

Não. O nome do documento é CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo). Para que o documento seja emitido é necessária a quitação de:

  • IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores), de responsabilidade da Secretaria de Fazenda do DF;
  • Seguro obrigatório (DPVAT – Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre), administrado por um consórcio nacional de seguradoras;
  • Taxa de licenciamento do DETRAN-DF;
  • Multas, de responsabilidade dos órgãos autuadores dentro de suas respectivas circunscrições.

 

Observação: O veículo não poderá ter nenhum débito vencido (incluindo taxas de serviço e encargos em geral) e nenhuma restrição judicial e/ou administrativa.

CONCEITO

O Certificado de Registro de Veículo (CRV) é o documento utilizado para transferência de propriedade e/ou quando houver modificação cadastral (exceto, atualização de domicílio dentro do DF). A emissão de segunda via do Certificado de Registro de Veículo (CRV) acontece por motivo de roubo/furto, extravio, rasura, etc.

 

QUEM PODE SOLICITAR:

Proprietário ou seu representante legal. Clique aqui para ver sobre identificação

 

ONDE SOLICITAR:

  • Detran Brazlândia
  • Detran Gama
  • Detran Paranoá
  • Detran Planaltina
  • Detran Recanto das Emas
  • Detran Shopping Popular
  • Detran Sobradinho
  • Detran Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • O veículo não pode ter financiamento ativo em nome de terceiro.
  • Todos os débitos vencidos relativos ao veículo devem estar quitados.
  • Caso a solicitação de segunda via seja motivada por rasura, ressalva, rasgo ou qualquer outro tipo de dano ao documento, o proprietário/representante legal deverá apresentar o CRV danificado ao requerer o serviço.
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • Formulário preenchido;
  • Originais e cópias do documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação), do CPF e dos documentos que comprovem a representação legal (ex.: procuração, contrato social), se for o caso.
  • OBSERVAÇÃO: Quando se tratar de veículo com arrendamento mercantil ou leasing será preciso apresentar declaração do Banco, com firma reconhecida, autorizando a emissão da 2ª via do CRV, bem como cópia autenticada da procuração do Banco na qual constem os representantes legais. Caso o reconhecimento de firma seja de outra UF, averbar o sinal público do tabelião em cartório do DF.

 

DÚVIDAS FREQUENTES

 

Para solicitar a segunda via do CRV é necessário fazer vistoria no veículo?

Não. Basta cumprir os requisitos citados acima e comparecer a uma das unidades do DETRAN-DF que ofereça o serviço e solicitá-lo.

 

Posso autorizar terceiro a retirar documento do meu veículo?

Sim, desde que representante legal, ou seja, tendo uma procuração com o poder de administração e de representação perante o DETRAN-DF para retirar documentos.

 

O que é CRV vencido?

É a perda do prazo legal (30 dias) para transferência sem a aplicação de multa prevista no art. 233 do CTB. O CRV continua válido, porém, no ato da transferência, será lavrado auto de infração para o comprador com incidência de 05 pontos (intransferíveis) em sua Carteira Nacional de Habilitação.

 

Vendi o veículo. O que devo fazer?

Após o reconhecimento das firmas do comprador e do vendedor, autenticar uma cópia do CRV e entregar no DETRAN-DF, no prazo máximo de 30 dias. Dessa forma estará comunicada a venda e cumprindo o que preceitua o artigo 134 do CTB, isentando-se de qualquer responsabilidade sobre o veículo após o comunicado de venda.

CONCEITO

É o processo por meio do qual se inclui a informação de que o veículo foi financiado e dado em garantia a uma entidade financeira. Esta informação fica registrada no campo das observações do CRV/CRLV.

 

QUEM PODE SOLICITAR:

Proprietário ou seu representante legal. Clique aqui para ver sobre identificação

 

ONDE SOLICITAR:

  • Detran Brazlândia
  • Detran Gama
  • Detran Paranoá
  • Detran Planaltina
  • Detran Recanto das Emas
  • Detran Shopping Popular
  • Detran Sobradinho
  • Detran Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • Todos os débitos (vencidos ou a vencer) relativos ao veículo devem estar quitados (art. 124, inciso VIII e art. 128 do CTB). Dispensada a cobrança de multas em notificação de autuação (NA);
  • Este serviço é precedido de vistoria veicular, que deverá ser agendada pela internet no site do DETRAN-DF
  • Para realizar este serviço é necessário que o agente financeiro já tenha registrado o gravame de alienação fiduciária no Sistema Nacional de Gravames (SNG) em nome do proprietário e no Estado de domínio do registro do veículo (deve ser o DF). Esse procedimento é feito, exclusivamente, pelo agente financeiro. (Consulta SNG);
  • Como o veículo é objeto de garantia, fica proibida a venda até que tenha sido liquidada a dívida com o agente financeiro e que essa informação tenha sido lançada no SNG (Consulta SNG), salvo em caso de cessão de direitos (transferência do financiamento para o nome do comprador).
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • CRV válido, íntegro, em branco, sem emendas, ressalvas ou rasuras.
  • Vistoria dentro do prazo de validade.
  • Cópia do contrato de financiamento e/ou cédula de crédito bancário e CET (Custo Efetivo Total) se necessário para complementar os dados financeiros.
  • Originais e cópias do documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação), do CPF e dos documentos que comprovem a representação legal (ex.: procuração, contrato social), se for o caso.

 

DÚVIDAS FREQUENTES

 

Posso alienar meu veículo em nome de terceiro?

Não. O veículo só pode estar alienado em nome do comprador ou do proprietário, já que a alienação é um processo de garantia de pagamento.

CONCEITO

É a baixa da alienação fiduciária com a retirada da informação de alienação no CRV/CRLV.

 

QUEM PODE SOLICITAR:

Proprietário ou seu representante legal. Clique aqui para ver sobre identificação

 

ONDE SOLICITAR:

  • Detran Brazlândia
  • Detran Gama
  • Detran Paranoá
  • Detran Planaltina
  • Detran Recanto das Emas
  • Detran Shopping Popular
  • Detran Sobradinho
  • Detran Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • O gravame de alienação fiduciária deve estar baixado. Esta informação é incluída pelo agente financeiro responsável.
  • Todos os débitos (vencidos ou a vencer) relativos ao veículo devem estar quitados (art. 124, inciso VIII e art. 128 do CTB). Fica dispensada a cobrança de multas em notificação de autuação (NA).
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • CRV válido, íntegro, em branco, sem emendas, ressalvas ou rasuras.
  • Originais e cópias do documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação), do CPF e dos documentos que comprovem a representação legal (ex.: procuração, contrato social), se for o caso.

 

DÚVIDAS FREQUENTES

 

É necessário fazer vistoria para desalienar?

Não.

 

Preciso levar o comprovante de quitação do financiamento?

Não. O gravame deve estar baixado no sistema, e este procedimento é feito pelo agente financeiro (Banco) (Consulta SNG).

 

Quitei o meu financiamento CDC com o banco. Como faço para retirar a informação de alienação do documento?

Siga as orientações da Baixa do Registro de Contrato de Financiamento (Desalienação).

 

Possuo um veículo financiado na modalidade leasing. Como faço para tirar do nome do banco?

Siga as instruções contidas no serviço Transferência para o Arrendatário.

 

O meu veículo teve perda total, como faço para dar baixa no gravame?

Deve-se proceder à baixa do veículo no DETRAN-DF e, em seguida, comunicar à financeira.

CONCEITO

É a atualização obrigatória, no sistema do DETRAN-DF, dos dados de domicílio do proprietário/condutor conforme estabelecido nos arts. 241 e 242 do CTB e na Lei Distrital nº 4.225/2008.

 

QUEM PODE SOLICITAR:

Proprietário ou seu representante legal. Clique aqui para ver sobre identificação

 

ONDE SOLICITAR:

  • Detran Brazlândia
  • Detran Gama
  • Detran Paranoá
  • Detran Planaltina
  • Detran Recanto das Emas
  • Detran Shopping Popular
  • Detran Sobradinho
  • Detran Taguatinga
  • Na Hora - Ceilândia
  • Na Hora - Gama
  • Na Hora - Riacho Fundo I
  • Na Hora - Rodoviária
  • Na Hora - Sobradinho
  • Na Hora - Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • Só será aceito endereço válido e localizado no Distrito Federal.
  • É obrigatório informar o CEP do endereço a ser atualizado.
  • CEP de caixa postal não será admitido.
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • Formulário preenchido;
  • Originais e cópias do documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação), do CPF e dos documentos que comprovem a representação legal (ex.: procuração, contrato social), se for o caso.

 

DÚVIDAS FREQUENTES

 

É necessário levar comprovante de endereço?

Não. Basta declarar o novo endereço no formulário específico.

 

Outra pessoa pode realizar este serviço por mim?

Não. Somente o proprietário ou representante legal poderá solicitar a atualização do endereço.

CONCEITO

Notificação de Autuação (NA): É o procedimento que dá ciência ao proprietário ou condutor do veículo de que foi cometida uma infração de trânsito. Esta notificação deverá ser emitida pelo órgão autuador em até 30 dias da data de cometimento da infração e não será, ainda, um instrumento de cobrança.

O usuário notificado poderá interpor defesa de autuação prévia em, no máximo, 15 dias a contar da data da notificação de autuação.

Se a defesa for acolhida, o auto de infração será cancelado. Se a defesa não for acolhida ou não houver interposição de defesa, será emitida a notificação de penalidade.

A emissão do boleto para pagamento da multa enquanto notificação não impede nem altera os prazos para defesa ou demais etapas do processo, apenas modifica sua condição financeira.

 

QUEM PODE SOLICITAR:

Proprietário ou seu representante legal. Clique aqui para ver sobre identificação

 

ONDE SOLICITAR:

    • Detran Brazlândia
    • Detran Gama
    • Detran Paranoá
    • Detran Planaltina
    • Detran Recanto das Emas
    • Detran Shopping Popular
    • Detran Sobradinho
    • Detran Taguatinga
    • Na Hora - Ceilândia
    • Na Hora - Gama
    • Na Hora - Riacho Fundo I
    • Na Hora - Rodoviária
    • Na Hora - Sobradinho
    • Na Hora - Taguatinga
  • Pelo site.

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • Só serão emitidos boletos de multa em autuação do DETRAN-DF ou DER-DF.
  • Para multas dos demais órgãos autuadores, o usuário deverá se dirigir ao órgão competente a fim de solicitar este serviço.
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • PROPRIETÁRIO: Documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação) e CPF. Não há necessidade de cópias.
  • REPRESENTANTE LEGAL: Originais e cópias do documento oficial de identificação pessoal (original, atualizado e em bom estado de conservação), do CPF e dos documentos (ex.: procuração, contrato social) que comprovem a representação legal.

 

DÚVIDAS FREQUENTES

 

Se eu pagar a multa, não terei os pontos registrados na minha habilitação?

O fato de a condição financeira da multa ter sido alterada para pago não interfere nos demais processos. Os prazos continuarão os mesmos para a defesa prévia e demais recursos. Ao final, se o recurso for indeferido, a autuação se transforma em penalidade e com isso, os pontos serão computados na CNH.

 

Se eu pagar a multa ainda em autuação, e tiver o recurso deferido, vou receber o dinheiro de volta?

Sim. O ressarcimento será providenciado em caso de deferimento pelo próprio setor.

CONCEITO

É a substituição das placas originais do veículo por motivo de dano, perda, roubo/furto ou desgaste/deterioração.

 

QUEM PODE SOLICITAR:

Proprietário ou seu representante legal. Clique aqui para ver sobre identificação.

 

ONDE SOLICITAR:

  • Detran Brazlândia
  • Detran Gama
  • Detran Paranoá
  • Detran Planaltina
  • Detran Recanto das Emas
  • Detran Sede
  • Detran Shopping Popular
  • Detran Sobradinho
  • Detran Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • Todos os débitos devem estar quitados.
  • Em caso de troca da placa traseira, será obrigatório o cadastro de novo lacre e a emissão de novo CRLV.
  • Veículos de outra UF em trânsito no Distrito Federal deverão ser vistoriados para substituição da placa e/ou lacre. (Portaria DENATRAN nº 272, 21/12/2007 e Requerimento p/ Lacrar Veículo Outra UF)
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • CRLV original em vigor (não é necessário cópia).
  • Originais e cópias do documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação), do CPF e dos documentos que comprovem a representação legal (ex.: procuração, contrato social), se for o caso.

 

DÚVIDAS FREQUENTES

 

Onde efetuar a substituição das placas, tarjetas e lacres?

O serviço de colocação de placas, tarjetas e lacres é realizado no DETRAN-DF. A fabricação de placas é feita por empresas credenciadas.

 

Sempre que trocar uma placa será obrigatória a troca do lacre?

Será obrigatória a colocação de novo lacre e a emissão de novo CRLV apenas nos casos de troca da placa e/ou da tarjeta traseiras.

CONCEITO

É a substituição da tarjeta (tarja localizada na placa e que contém o nome da cidade e a sigla da Unidade da Federação em que o veículo está registrado) em virtude de transferência de UF, perda, roubo/furto, dano, etc.

 

QUEM PODE SOLICITAR:

Proprietário ou seu representante legal. Clique aqui para ver sobre identificação.

 

ONDE SOLICITAR:

  • Detran Brazlândia
  • Detran Gama
  • Detran Paranoá
  • Detran Planaltina
  • Detran Recanto das Emas
  • Detran Sede
  • Detran Shopping Popular
  • Detran Sobradinho
  • Detran Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • Todos os débitos do veículo deverão estar quitados.
  • Em caso de troca da tarjeta traseira, será obrigatório o cadastro de novo lacre e a emissão de novo CRLV.
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • Veículos de outra UF preencher o formulário (para veículos do DF não é necessário preenchimento de formulário).
  • CRLV original em vigor.
  • PROPRIETÁRIO: Documento oficial de identificação pessoal (original, atualizado e em bom estado de conservação) e CPF. Não há necessidade de cópias.
  • REPRESENTANTE LEGAL: Originais e cópias do documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação), do CPF e dos documentos (ex.: procuração, contrato social) que comprovem a representação legal.

 

DÚVIDAS FREQUENTES

 

Onde efetuar a substituição das placas, tarjetas e lacres?

O serviço de colocação de placas, tarjetas e lacres é realizado no DETRAN-DF. A fabricação de placas é feita por empresas credenciadas.

 

Sempre que trocar uma placa será obrigatória a troca do lacre?

Será obrigatória a colocação de novo lacre e a emissão de novo CRLV apenas nos casos de troca da placa e/ou da tarjeta traseiras.

CONCEITO

É a substituição do lacre (selo de segurança numerado, utilizado para fixação da placa e da tarjeta na carroceria do veículo) em virtude de dano, perda, roubo/furto, dentre outros.

 

QUEM PODE SOLICITAR:

Proprietário ou seu representante legal. Clique aqui para ver sobre identificação.

 

ONDE SOLICITAR:

  • Detran Brazlândia
  • Detran Gama
  • Detran Paranoá
  • Detran Planaltina
  • Detran Recanto das Emas
  • Detran Sede
  • Detran Shopping Popular
  • Detran Sobradinho
  • Detran Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • O fornecimento de novo lacre implica emissão de novo CRLV em função de nova numeração.
  • Todos os débitos do veículo deverão estar quitados.
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • CRLV original em vigor.
  • PROPRIETÁRIO: Documento oficial de identificação pessoal (original, atualizado e em bom estado de conservação) e CPF.
  • REPRESENTANTE LEGAL: Documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação), CPF e documentos (ex.: procuração, contrato social) que comprovem a representação legal.

 

DÚVIDAS FREQUENTES

 

Onde efetuar a substituição das placas, tarjetas e lacres?

O serviço de colocação de placas, tarjetas e lacres é realizado no DETRAN-DF. A fabricação de placas é feita por empresas credenciadas.

 

Sempre que trocar uma placa será obrigatória a troca do lacre?

Será obrigatória a colocação de novo lacre e a emissão de novo CRLV apenas nos casos de troca da placa e/ou da tarjeta traseiras.

CONCEITO

É o cancelamento, no DETRAN-DF, de poderes passados por meio de procuração pública registrada em cartório. Para tal, é necessária a apresentação da Escritura Pública de Revogação e da cópia da procuração revogada (na falta desta, solicitar uma certidão, 2ª via, no cartório de origem).

 

QUEM PODE SOLICITAR:

Proprietário do veículo. Clique aqui para ver sobre identificação.

 

ONDE SOLICITAR:

  • Detran Brazlândia
  • Detran Gama
  • Detran Paranoá
  • Detran Planaltina
  • Detran Recanto das Emas
  • Detran Sede (Protocolo)
  • Detran Setor de Cargas (Protocolo)
  • Detran Shopping Popular
  • Detran Sobradinho
  • Detran Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • A responsabilidade deste ato é única e exclusivamente do proprietário, que assumirá todos os ônus e demais consequências. Incidirá sobre este serviço taxa de bloqueio/desbloqueio administrativo. O bloqueio administrativo impedirá a realização dos demais serviços.
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • Formulário preenchido;
  • Cópia da procuração revogada (na falta desta, solicitar uma certidão, 2ª via, no cartório de origem);
  • Originais e cópias do documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação) e do CPF;
  • Original e cópia da Escritura Pública de Revogação de Procuração (documento lavrado em cartório);
  • Caso Pessoa Jurídica, original e cópia do Contrato Social.

 

DÚVIDAS FREQUENTES

 

Este serviço é pago?

Sim, por meio de taxa que será cobrada no balcão de atendimento. Ao realizar o desbloqueio, também será cobrada taxa.

 

É necessário ir ao DETRAN-DF após revogar a procuração no cartório?

Sim. Após o ato de revogação no cartório, o usuário deverá solicitar ao DETRAN-DF o bloqueio administrativo. Tal medida impedirá o uso da procuração nos dados cadastrais do veículo.

CONCEITO

Transferência da propriedade de um veículo para outra pessoa, física ou jurídica, na Base de registro do DETRAN-DF e na Base Índice Nacional (BIN).

 

QUEM PODE SOLICITAR:

Proprietário ou seu representante legal. Clique aqui para ver sobre identificação

 

ONDE SOLICITAR:

  • Detran Brazlândia
  • Detran Gama
  • Detran Paranoá
  • Detran Planaltina
  • Detran Recanto das Emas
  • Detran Shopping Popular
  • Detran Sobradinho
  • Detran Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • Todos os débitos (vencidos ou a vencer) relativos ao veículo devem estar quitados (art. 124, inciso VIII e art. 128 do CTB). Dispensada a cobrança de multas em notificação de autuação (NA).
  • Este serviço é precedido de vistoria veicular, que deverá ser agendada pela internet no site do DETRAN-DF.
  • CRV com reconhecimento de firma (comprador ou vendedor) feito em outro Estado deverá ser abonado, exclusivamente, em cartório do DF.
  • Fique atento à data do primeiro reconhecimento de firma no CRV a fim de evitar a aplicação da multa por CRV vencido. (30 dias corridos, contados do primeiro reconhecimento de firma, seja do comprador ou do vendedor, conforme art. 233 do CTB).
  • Se houver financiamento ativo, este deverá estar em nome do proprietário, que terá que apresentar cópia do contrato com os dados financeiros ao realizar o serviço.
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • CRV devidamente preenchido, sem emendas, ressalvas ou rasuras, assinado por ambas as partes (comprador e vendedor) e com os reconhecimentos de firma por autenticidade.
  • Vistoria dentro do prazo de validade.
  • Se houver representação no reconhecimento de firma do vendedor, deverá ser apresentada cópia e original da documentação que comprove essa representação legal. Ex.: procuração, contrato social.
  • Originais e cópias do documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação), do CPF e dos documentos que comprovem a representação legal (ex.: procuração, contrato social), se for o caso.
  • Se houver mudança de categoria ou alteração de característica no processo de transferência de propriedade, apresentar documentação específica.
  • Se veículo financiado, cópia do contrato de financiamento com os dados financeiros e/ou cédula de crédito bancário mais o Custo Efetivo Total (CET), se necessário.
  • Certidão Negativa de Débitos (CND) do INSS, quando o vendedor for Pessoa Jurídica (com exceção de comerciantes de veículos) e o valor do veículo ultrapassar o estabelecido em Portaria do Ministério da Previdência Social (R$ 45.320,71).

 

DÚVIDAS FREQUENTES

 

Meu veículo tem débitos. Consigo agendar a vistoria?

Não. Todos os débitos devem estar quitados para realizar o agendamento da vistoria.

 

Eu agendei a vistoria dentro do prazo dos 30 dias, mas só consegui dia disponível fora do prazo. Vou ser autuado por CRV vencido?

Não, desde que o agendamento e/ou o reagendamento seja realizado dentro do prazo dos 30 dias corridos do primeiro reconhecimento de firma no CRV. Lembrando que o pagamento do serviço não efetiva o agendamento. É necessário fazer o pagamento do serviço e retornar ao site para efetivamente agendar.

 

Outra pessoa pode realizar a vistoria do veículo por mim?

Não. A vistoria é realizada com a presença do comprador identificado no CRV, ou seu representante legal, que assinará o laudo de vistoria ao final do procedimento. Quando se tratar de proprietário sem habilitação, o mesmo deverá se apresentar com um condutor habilitado na categoria compatível com o veículo.

 

Vendi meu veículo e passei uma procuração para que o comprador fizesse todo o processo sozinho. Essa pessoa não transferiu o veículo e os débitos continuam em meu nome. O que devo fazer?

Nesse caso, o procurador deverá ser localizado para resolução do impasse. Ressalta-se que o modo correto de se fazer a venda é ir ao cartório, preencher o CRV, fazer o reconhecimento de firma e autenticar uma cópia do documento para comunicar, de imediato, ao DETRAN-DF. Este é o método mais seguro. Assim você evita problemas futuros. Se o procurador não for localizado, o outorgante, de posse de cópia da procuração, poderá requerer judicialmente a Ação de Obrigação de Fazer.

CONCEITO

Transferência de um veículo de outra Unidade Federativa para a frota do Distrito Federal.

 

QUEM PODE SOLICITAR:

Comprador ou proprietário ou seu representante legal. Clique aqui para ver sobre identificação.

 

ONDE SOLICITAR:

  • Detran Brazlândia
  • Detran Gama
  • Detran Paranoá
  • Detran Planaltina
  • Detran Recanto das Emas
  • Detran Shopping Popular
  • Detran Sobradinho
  • Detran Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • Este é um processo que não permite a alteração de característica simultaneamente à mudança de unidade federativa. Neste caso, o usuário deverá voltar ao Estado de origem para regularizar a situação e incluir o Certificado de Segurança Veicular (CSV), se for o caso, e só depois, procurar o DETRAN-DF.
  • Se o veículo for de Coleção, será necessário apresentar, novamente, o Certificado de Originalidade para realizar a transferência de Unidade Federativa.
  • O veículo deve estar devidamente licenciado e com todos os débitos (vencidos ou a vencer) relativos ao veículo quitados no Estado de origem (art. 124, inciso VIII e art. 128 do CTB).
  • Este serviço é precedido de vistoria veicular, que deverá ser agendada pela internet no site do DETRAN-DF.
  • No caso de CRV com reconhecimento de firma (comprador ou vendedor) feito em outro Estado deverá ser abonado, exclusivamente, em cartório do DF. Não será aceito abano do abono.
  • Fique atento à data do primeiro reconhecimento de firma no CRV a fim de evitar a aplicação da multa por CRV vencido (30 dias corridos, contados do primeiro reconhecimento de firma, seja do comprador ou do vendedor, conforme art. 233 do CTB).
  • Se houver financiamento ativo, este deverá estar em nome do proprietário ou comprador e registrado na base de registro do Distrito Federal. Deverá ser apresentada cópia do contrato com os dados financeiros no ato da realização do serviço.
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • CRV em branco, caso não haja mudança de propriedade, ou devidamente preenchido, sem emendas, ressalvas ou rasuras, assinado por ambas as partes (comprador e vendedor) e com os reconhecimentos de firma por autenticidade. Quando reconhecido em outra Unidade Federativa abonar em cartório exclusivamente do Distrito Federal;
  • Vistoria dentro do prazo de validade;
  • Originais e cópias do documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação), do CPF e dos documentos que comprovem a representação legal (ex.: procuração, contrato social), se for o caso;
  • Se houver representação no reconhecimento de firma do vendedor, deverá ser apresentada documentação que comprove essa representação legal (cópia e original). Ex.: procuração, contrato social;
  • Se houver mudança de categoria simultânea ao processo de transferência de propriedade, deverá ser apresentada documentação específica;
  • Se veículo financiado, cópia do contrato de financiamento com os dados financeiros e/ou cédula de crédito bancário mais o Custo Efetivo Total (CET), se necessário;
  • Certidão Negativa de Débitos (CND) do INSS quando o vendedor for Pessoa Jurídica (com exceção de comerciantes de veículos) e o valor do veículo ultrapassar o estabelecido em Portaria do Ministério da Previdência Social (R$ 45.320,71).

 

DÚVIDAS FREQUENTES

 

Meu veículo tem débitos. Consigo agendar a vistoria?

Não. Todos os débitos devem estar quitados para realizar o agendamento da vistoria.

 

Eu agendei a vistoria dentro do prazo dos 30 dias, mas só consegui dia disponível fora do prazo. Vou ser autuado por CRV vencido?

Não, desde que o agendamento e/ou o reagendamento seja realizado dentro do prazo dos 30 dias corridos do primeiro reconhecimento de firma no CRV. Lembrando que o pagamento do serviço não efetiva o agendamento. É necessário fazer o pagamento do serviço e retornar ao site para efetivamente agendar.

 

Outra pessoa pode realizar a vistoria do veículo por mim?

Não. A vistoria é realizada com a presença do comprador identificado no CRV, ou seu representante legal, que assinará o laudo de vistoria ao final do procedimento. Quando se tratar de proprietário sem habilitação, o mesmo deverá se apresentar com um condutor habilitado na categoria compatível com o veículo.

 

Vendi meu veículo e passei uma procuração para que o comprador fizesse todo o processo sozinho. Essa pessoa não transferiu o veículo e os débitos continuam em meu nome. O que devo fazer?

Nesse caso, o procurador deverá ser localizado para resolução do impasse. Ressalta-se que o modo correto de se fazer a venda é ir ao cartório, preencher o CRV, fazer o reconhecimento de firma e autenticar uma cópia do documento para comunicar, de imediato, ao DETRAN-DF. Este é o método mais seguro. Assim você evita problemas futuros. Se o procurador não for localizado, o outorgante, de posse de cópia da procuração, poderá requerer judicialmente a Ação de Obrigação de Fazer.

CONCEITO

Transferência de propriedade que acontece quando o veículo está em nome do Banco (agente financeiro) e é transferido para o arrendatário ao final do pagamento do leasing.

Leasing é um contrato pelo qual o agente financeiro (Banco) tem a propriedade do veículo e concede a posse ao arrendatário, mediante pagamento por determinado período.

 

QUEM PODE SOLICITAR:

Proprietário ou seu representante legal. Clique aqui para ver sobre identificação

 

ONDE SOLICITAR:

  • Detran Brazlândia
  • Detran Gama
  • Detran Paranoá
  • Detran Planaltina
  • Detran Recanto das Emas
  • Detran Shopping Popular
  • Detran Sobradinho
  • Detran Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • Todos os débitos (vencidos ou a vencer) relativos ao veículo devem estar quitados (art. 124, inciso VIII e art. 128 do CTB). Dispensada a cobrança de multas em notificação de autuação (NA).
  • Não é necessário fazer vistoria neste caso.
  • Em caso de CRV com reconhecimento de firma (comprador ou vendedor) feito em outro Estado deverá ser abonado, exclusivamente, em cartório do DF.
  • Atentar-se à data do primeiro reconhecimento de firma no CRV para evitar a aplicação da multa por CRV vencido (30 dias corridos, contados do primeiro reconhecimento de firma, seja do comprador ou do vendedor, conforme art. 233 do CTB).
  • O gravame de arrendamento mercantil deverá estar baixado, exclusivamente, pelo agente financeiro.
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • CRV devidamente preenchido, sem emendas, ressalvas ou rasuras, assinado por ambas as partes (comprador e vendedor) e com as firmas reconhecidas por autenticidade.
  • Originais e cópias do documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação), do CPF e dos documentos que comprovem a representação legal (ex.: procuração, contrato social), se for o caso.
  • Caso haja mudança de categoria simultânea ao processo de transferência de propriedade, documentação específica deverá ser apresentada.

CONCEITO

Procedimento de transferência da obrigação de arrendamento em relação ao mesmo veículo. Em casos de veículos financiados em outras modalidades diferentes do leasing, CDC, por exemplo, como há mudança do proprietário, o procedimento será realizado por meio de transferência de propriedade.

 

QUEM PODE SOLICITAR:

Arrendatário ou seu representante legal. Clique aqui para ver sobre identificação

 

ONDE SOLICITAR:

  • Detran Brazlândia
  • Detran Gama
  • Detran Paranoá
  • Detran Planaltina
  • Detran Recanto das Emas
  • Detran Shopping Popular
  • Detran Sobradinho
  • Detran Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • Todos os débitos (vencidos ou a vencer) relativos ao veículo devem estar quitados (art. 124, inciso VIII e art. 128 do CTB).
  • Dispensada a cobrança de multas em notificação de autuação (NA).
  • Este serviço é precedido de vistoria veicular, que deverá ser agendada pela internet no site do DETRAN-DF.
  • Para realizar este serviço é necessária a transferência de gravame de arrendamento mercantil para o nome do novo possuidor. Esse procedimento é feito pelo agente financeiro.
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • CRV válido, íntegro, em branco, sem emendas, ressalvas ou rasuras.
  • Vistoria dentro do prazo de validade.
  • Cópia do contrato de financiamento e/ou cédula de crédito bancário e CET (Custo Efetivo Total), se necessário para complementar os dados financeiros.
  • Via original do aditamento do contrato (cessão de direitos).
  • Originais e cópias do documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação), do CPF e dos documentos que comprovem a representação legal (ex.: procuração, contrato social), se for o caso.

 

DÚVIDAS FREQUENTES

 

Estou passando o financiamento do meu carro para outra pessoa. Preciso preencher o CRV e reconhecer firma?

No caso de leasing, o proprietário não é você, e sim o agente financeiro. Portanto, não haverá troca de propriedade, e sim de arrendatário. O CRV deverá ser apresentado em branco.

Nos demais casos, o CRV deve ser preenchido e ter as firmas de ambas as partes reconhecidas por autenticidade.

Em ambos os casos o agente financeiro deverá autorizar a transação formalmente por meio de contrato de cessão de direitos.

CONCEITO

Autorização para o deslocamento do veículo zero-quilômetro, ainda não registrado, para o local de encarroçamento e/ou registro (Resolução Nº 28/98 CONTRAN).

 

QUEM PODE SOLICITAR:

Proprietário ou seu representante legal. Clique aqui para ver sobre identificação.

 

ONDE SOLICITAR:

  • Detran Brazlândia
  • Detran Gama
  • Detran Paranoá
  • Detran Planaltina
  • Detran Recanto das Emas
  • Detran Shopping Popular
  • Detran Sobradinho
  • Detran Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • Os dados dispostos no DANFE (Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica) não podem divergir do pré-cadastro da Base de Índice Nacional (BIN) e nem conter erros nos dados do proprietário ou emitente.
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • 03 (três) vias da cópia do DANFE.
  • 03 (três) vias da CNH do condutor (que, não necessariamente, será o proprietário) ou do documento do transportador.
  • 03 (três) vias do decalque da numeração do Chassi (alto-relevo do chassi feito em papel).
  • 03 (três) vias das cópias, acompanhadas dos originais, do documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação), do CPF e dos documentos que comprovem a representação legal (ex.: procuração, contrato social), se for o caso.

CONCEITO

Registro na base de dados do DETRAN-DF, de veículo zero-quilômetro, pré-cadastrado na Base de Índice Nacional (BIN), possibilitando o emplacamento.

 

QUEM PODE SOLICITAR:

Proprietário ou seu representante legal. Clique aqui para ver sobre identificação.

 

ONDE SOLICITAR:

  • Detran Brazlândia
  • Detran Gama
  • Detran Paranoá
  • Detran Planaltina
  • Detran Recanto das Emas
  • Detran Shopping Popular
  • Detran Sobradinho
  • Detran Taguatinga

 

OBSERVAÇÕES ANTES DE IR AO DETRAN:

  • Ao efetuar a compra do veículo na concessionária, o comprador recebe o Documento Auxiliar da Nota fiscal Eletrônica (DANFE) que será complementada com a Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) no site da Receita Federal (www.nfe.fazenda.gov.br).
  • Caso a DANFE tenha sido emitida em outra UF, não sendo venda direta da montadora, é necessário apresentar DAR ou GNRE. Para a emissão desses documentos, procurar a Gerência de Fiscalização de Mercadoria em Trânsito da Secretaria de Fazenda do DF no endereço SAPS, bloco H, nº1 - SIA. TEL 33128181 ramal 5774 ou 5755.
  • A NF-e não poderá conter informações divergentes das que forem pré-cadastradas pelo fabricante na Base de Índice Nacional (BIN). Se houver algum erro, a concessionária deverá solicitar ao fabricante a correção na BIN.
  • Caso haja erro entre os dados constantes no DANFE e o registro da Base Índice Nacional (BIN), a concessionária deverá emitir errata corrigindo os erros identificados.
  • O proprietário terá 30 dias a partir da emissão do DANFE para realizar o primeiro registro do veículo. Passado esse prazo, será necessário fazer vistoria veicular, que deverá ser agendada diretamente no balcão de vistoria.
  • Para realizar o serviço de anotação de comodato é preciso que o veículo já tenha sido registrado. O procedimento poderá ser feito em seguida.
  • Documentos ou reconhecimento de firmas feitos em cartórios fora do DF deverão ser abonados exclusivamente em cartório do DF (reconhecimento do sinal público lançado pelo tabelião de outro estado).

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:

  • DANFE (Nota Fiscal Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica);
  • NF-e (Nota Fiscal Eletrônica);
  • Decalque da numeração do chassi (alto-relevo do chassi feito em papel);
  • Se o veículo for financiado, será necessária a cópia do contrato de financiamento com os dados financeiros e/ou cédula de crédito bancário mais o Custo Efetivo Total (CET), se necessário;
  • Originais e cópias do documento oficial de identificação pessoal (atualizado e em bom estado de conservação), do CPF e dos documentos que comprovem a representação legal (ex.: procuração, contrato social), se for o caso.

 

DÚVIDAS FREQUENTES

 

Posso circular com o veículo até realizar o primeiro emplacamento?

No prazo de 15 dias, o veículo só poderá se deslocar sem placas da concessionária até o posto do DETRAN-DF para fazer o registro e emplacamento, conforme Resolução nº 487/2014 - CONTRAN.

 

Quero emplacar meu veículo zero-quilômetro em outro Estado. O que devo fazer?

Deverá solicitar a licença especial para trânsito, popularmente chamada de licença para-brisa.

 

Posso fazer o primeiro emplacamento do meu veículo zero-quilômetro a qualquer momento no balcão de atendimento do DETRAN?

Sim, desde que dentro do prazo de 30 dias da emissão do DANFE.

VOCÊ ESTÁ AQUI: Início